top of page
Buscar
  • Foto do escritorRita Coitinho

O Escravo Hegeliano

Atualizado: 7 de ago. de 2022



- Aonde você pensa que vai?


- Vou-me embora, parece que há terras ao norte, vou arrumar mulher e criar cabras.


- Mas você não pode ir, é meu escravo, vou mandar castigar-te.


- O senhor, ao invés de me castigar, deveria me agradecer.


- Mas como assim?


- Ao libertar-me da condição de escravo liberto-te a ti da condição de senhor.


- Mas o que dizes?


- É o imperativo categórico, senhor. Mas não de Kant, e sim de Hegel, senhor.


- Como é?


- É um mandamento da razão que serve de guia para o agir moral dos indivíduos, senhor. Mas tomei a ideia e transpus para Hegel, senhor. Tome, aqui tens a Fenomenologia do Espírito. Agora dê-me licença, que se me demoro anoitece na estrada.


E se foi, assoviando.


Assombrado, o senhor mandou que queimassem todos os livros.


- Que Deus nos livre da liberdade.


(Publicado originalmente em Revista Cultural Traços, volume 5, dezembro de 2021, página 94)

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A Febre

Comments


bottom of page